Peixinhos dourados têm mais atenção do que seres humanos

curso_memorizacao_leitura_dinamica_peixes_tem_mais_atencao_do_que_seres_humanos

A falta de atenção é um dos grandes problemas da atualidade. Ser multitarefas não é mais uma habilidade admirada no meio corporativo, mas um problema presente na vida de muitas pessoas, que dificilmente conseguem manter a organização ideal para efetuar suas tarefas com qualidade.

Quantas janelas estão abertas no seu navegador nesse exato momento? Seu celular não para de apitar com mensagens instantâneas? Já verificou seu e-mail quantas vezes nos últimos cinco minutos? E as notícias?

Todas essas coisas competem diariamente pela sua atenção e os resultados não são bons.

Em pesquisa peixes se saíram melhores

Uma pesquisa feita pela Microsoft reuniu cerca de 2 mil pessoas para analisar a capacidade de atenção das mesmas. O resultado foi impressionante: atualmente um peixinho dourado tem mais atenção do que os seres humanos.

Questionários e jogos online, além de um eletroencefalograma utilizado em 112 pessoas, foram usados para obter esse resultado.

Os pesquisadores dividiram os níveis de atenção em alto, médio e baixo de acordo com os resultados obtidos nos jogos desenvolvidos especialmente para a pesquisa.

Já o eletroencefalograma foi utilizado para analisar as atividades cerebrais, indicando quando a atenção dos voluntários passava de um assunto para outro.

A tecnologia seria a grande responsável

Acredita-se que a tecnologia seja a responsável, principalmente dispositivos móveis e mídias sociais. Em 2000, nossa média de atenção era de 12 segundos. Treze anos depois essa capacidade caiu para 8 segundos, um segundo atrás dos peixinhos dourados.

A tecnologia virou uma fonte de adrenalina graças à rapidez das novidades. Assim, o cérebro estaria de alguma forma se adaptando de forma gradativa.

No entanto, as pessoas que utilizam várias telas ao mesmo tempo estão com mais dificuldade de filtrar as informações que chegam por esses canais.

Pouca atenção e pouca memória

Esse é um ponto importante para a capacidade de memorização, pois atenção e concentração são essenciais não apenas para filtrar as informações relevantes do dia a dia, como também reter e organizá-las para a obtenção do verdadeiro aprendizado.

Mesmo que o cérebro humano esteja apenas se adaptando em consequência da tecnologia, ainda é preocupante a perda de capacidades mentais inerentes ao ser humano. Depender essencialmente da tecnologia nesses casos seria transferir nossa memória para esses dispositivos.

Será que essa é uma boa opção para a sua própria capacidade de desenvolvimento? Quer ter mais atenção e boa memória? Exercite sua mente!

Clique aqui e conheça o Curso Memorização e Leitura Dinâmica da Aegis.

Deixe uma resposta