O lado positivo do medo de falar em público

De forma incontestável, o medo – aquele que todo mundo sente, diferente das fobias mais profundas – faz parte natureza humana. Muitas vezes esse sentimento de autopreservação é visto de forma negativa, mas sabia que você pode tirar proveito dele?

O medo que supera o medo da morte

Não raramente, somos procurados por pessoas que possuem medo de falar em público. De fato, segundo uma pesquisa, o medo de falar para uma plateia supera o medo da própria morte. Isso quer dizer alguma coisa, certo?

Como nosso cérebro encara o medo

Em nosso passado neolítico, muito provavelmente, não pensaríamos do mesmo jeito. Diariamente o homem convivia com medos terríveis: conflitos tribais, falta de elementos essenciais à vida, temperaturas mortais, animais ferozes, etc.

Durante essa época o cérebro tinha muito mais trabalho, principalmente as estruturas chamadas amígdalas. São elas as responsáveis por perceberem qualquer perigo e em resposta ocasionar o chamado “estado de alerta”. As amígdalas, no entanto, continuam a pleno vapor no homem moderno.

Atualmente convivemos mais com perigos simbólicos, ou seja, aqueles que não trarão nenhum malefício físico. Talvez você tenha medo de não ser bem aceito pelas pessoas da plateia. Esse é um bom exemplo do medo simbólico. Mas como contorná-lo?

O medo como aliado

Como citado anteriormente, o medo deixa as pessoas em estado de alerta. Essa energia por sua vez pode e deve ser aproveitada.

O estado de alerta tira as pessoas da zona de conforto, isto é, move para a realização de alguma ação. Nesse momento, para não perder o controle, é necessário identificar seu medo, que nesse caso seria falar em público.

É importante reconhecer e deixar a energia do medo fluir. Não adianta esperar que passe, pois isso pode causar a paralisia que, ironicamente muita gente teme.

Após essa imobilização, o medo acelera e quando isso acontece é sinal de que devemos agir: nesse momento respire fundo, movimente-se e saúda sua plateia. Sim, esse é o momento perfeito para utilizar o medo: como estímulo para iniciar sua apresentação.

Para ilustrar essa situação deixamos esta excelente animação, que comenta justamente sobre como o medo muitas vezes pode acabar salvando nossas vidas. Confira:

 

Fonte da animação.

Deixe uma resposta