Como fazer alguém mudar de ideia: 4 princípios de argumentação

Como anda sua capacidade de convencimento? Você costuma fazer as pessoas mudarem de ideia? A capacidade de argumentar é uma importante habilidade para a vida, já que as relações humanas naturalmente envolvem interação, capacidade de compreender e transmitir ideias.

Pesquisas já apontaram algumas estratégias sobre o assunto e agora nós separamos 4 princípios da oratória para ajudar você a ter sucesso na hora de convencer os outros.

1) Princípio da verdade

como-fazer-mudar-ideia-convencimento-argumentacao-oratoria-1

É muito importante esclarecer que saber argumentar não significa manipular ou enganar as pessoas.

Essa é uma concepção errônea, que se tornou presente em nosso cotidiano devido ao uso desgastado do termo.

Saber argumentar é uma capacidade importantíssima e que em resumo significa saber direcionar ideias verdadeiras de maneira assertiva, ou seja, que as suas ideias sejam facilmente compreendidas e aceitas pelos outros.

2) Princípio do sucesso

como-fazer-mudar-ideia-convencimento-argumentacao-oratoria-2

Convencer é uma palavra que significa em sua etimologia “vencer com alguém”. Isso significa que convencer é saber levar alguém a vencer, compartilhar de uma vitória. Esse conceito torna-se ainda mais importante quando descobrimos que o ser humano é naturalmente atraído pela vitória.

Portanto, antes de tentar convencer é preciso se questionar (e responder): O quanto minha proposta trará êxito a mim e ao meu público? Quais são os pontos de maior sucesso do meu projeto e que preciso apresentar para que se torne útil no empreendimento do outro?

3) Princípio da perspectiva

como-fazer-mudar-ideia-convencimento-argumentacao-oratoria-3

Ao falar algo para alguém, essa pessoa (ou plateia) terá um nível de conhecimento sobre o que é apresentado: muito, pouco ou nada. É essencial conhecer o nível de conhecimento do seu público.

Se o público já sabe algo do tema, isso quer dizer que a argumentação precisa ser mais bem embasada e detalhada (na medida do conhecimento das pessoas). Do contrário, sua fala causará desconfiança.

Isso sempre acontecerá dessa forma? Não. Às vezes o público conhece o assunto de maneira mais superficial e generalizada. Nesse caso dar explicações com demasiadas delongas tornará o discurso maçante e trará certa resistência por parte do público.

Assim, é fundamental saber equilibrar a quantidade de detalhes de acordo ao nível de conhecimento do seu público. Por isso, a necessidade de fazer uma pesquisa prévia sobre o perfil dos ouvintes.

4) Princípio da simplicidade

como-fazer-mudar-ideia-convencimento-argumentacao-oratoria-4

Na oratória a expressão “menos é mais” também é válida.

Como citado anteriormente, com um público especializado a mensagem precisa ser mais bem elaborada. Porém, há algo que distingue um bom de um mau argumentador: a simplicidade.

O mau argumentador costuma tornar sua fala complexa e deixa uma sensação de algo “indigesto” na mente das pessoas, ou seja, não facilita a interpretação e causa ainda mais dúvidas.

O bom argumentador, por sua vez, elucida e ajuda a descomplicar o tema,  mesmo que seja um assunto difícil.

Embora pareça muito elegante em algumas apresentações acadêmicas, falar de maneira complexa é altamente perigoso.

Portanto, nada de citações em outras línguas (salvo que as pessoas compreendam o idioma) ou tentativas vãs de demonstração de conhecimento que ocultam, vamos ser francos, nossa vaidade.

Para convencer é preciso ser capaz de tomar ideias complexas em algo simples.

Esperamos que esses princípios possam tornar sua argumentação e apresentações ainda melhores. Ter consciência desses detalhes já é um bom primeiro passo para convencer e encantar seus ouvintes.


Texto Escrito pelo instrutor Tuiavii Rolim do curso Oratória e a Arte de Convencer.

Deixe uma resposta