Conheça a técnica Pomodoro e saiba como utilizá-la

A técnica chamada Pomodoro é uma das mais conhecidas quando o assunto é otimização do tempo, mas sabia que ela pode ajudar você durante os estudos?

curso_memorizacao_leitura_dinamica_tecnica_pomodoro_tecnica_de_estudo

A origem do Pomodoro

Quem criou a técnica foi o italiano Francesco Cirillo ainda nos anos 80, quando cursava a faculdade e sentia dificuldades para estudar.

A falta de concentração e as constantes distrações – coisas que talvez você conheça – foram o passo inicial para o desenvolvimento da técnica, que hoje é adota por milhares de pessoas ao redor do mundo.

O nome “Pomodoro”, por sua vez, homenageia os clássicos temporalizados de cozinha e que dão nome à técnica.

Cumprindo as metas diárias sem procrastinar

A técnica é muito simples: a cada 25 minutos de estudo ou da tarefa que você está executando é necessário fazer uma pausa. Confira um passo a passo:

  • Encontre uma forma de marcar o tempo, seja o alarme do celular ou um timer de cozinha. (Confira no final do post algumas sugestões de aplicativos);
  • Marque 25 minutos e durante esse tempo foque apenas na sua tarefa. Desligue o celular e evite qualquer distração. Mesmo que surja alguma urgência, anote num papel e faça depois;
  • Quando terminar esse tempo você tem 5 minutos para fazer qualquer coisa, desde que não esteja relacionada com a tarefa anterior. Vá ao banheiro, tome um café, observe a paisagem pela janela;
  • Retorne aos 25 minutos e continue com o foco na sua tarefa. O ideal são quatro ciclos de estudos, intercalados por 5 minutos de descanso. No fim desse ciclo faça uma pausa de 15 a 20 minutos;
  • Faça quantos ciclos for preciso para concluir a tarefa. Alguns projetos são mais longos do que outros e por isso diferentes tarefas necessitam de diferentes ciclos. Lembrando que cada ciclo completo possui 4 pomodoros, ou seja, 4 tempos de 25 minutos, além dos descansos de 5 minutos.

Detalhes importantes

Algumas questões já foram levantadas pelo criador da técnica. Por exemplo, nem toda tarefa precisa de 25 minutos para ser concluída. A dica nesses casos é aproveitar o tempo restante para revisar o que foi feito.

Outra dica importante é que cada ciclo deve ser dedicado a uma tarefa diferente. No entanto, pode ser que você não consiga terminar a tempo. Caso isso aconteça, verifique o tempo extra necessário e dedique apenas mais alguns minutos.

A pausa em alguns casos pode atrapalhar. Certas vezes o foco é tão grande que as pessoas entram no chamado estado de “flow”, onde a produtividade encontra seu máximo desempenho.

Nessas horas pode ser que uma pausa comprometa a linha de raciocínio. Quando isso acontece, não pare o que está fazendo, mas anote que pulou a pausa e reinicie o tempo para mais 25 minutos. Encerre o ciclo quando achar necessário e adicione o tempo das pausas perdidas para descansar a mente.

Mas lembre-se: tente ao máximo possível respeitar as “regras” do pomodoro.

Confira alguns aplicativos para auxiliar na aplicação da técnica:

Deixe uma resposta