Como melhorar a oratória: 5 dicas fundamentais para falar bem

Saber falar em público e dominar a arte da oratória pode ser fator decisivo na vida pessoal e também na carreira profissional.

Há muito tempo, a comunicação tem sido um dos fatores cruciais, que define o grau de sucesso das pessoas em suas vidas. Aqueles que conseguem se expressar adequadamente têm uma ferramenta poderosa, e são capazes de enfrentar com mais facilidade os desafios em busca de seus objetivos e metas de vida.

Para conhecer um pouco melhor desse processo, o Blog da Aegis Treinamentos & Eventos lançou 5 dicas fundamentais para você melhorar a oratória.

 

1 – Falar em público é uma questão de percepção

curso-oratoria-florianopolis-5dicas-fundamentais-melhorar-oratoria-tuiavii-rolim-2

Você precisa apresentar os resultados de um projeto, que está desenvolvendo e que estudou em todos os seus detalhes.

As pessoas estão agora em silêncio e prontas para ouvi-lo. De repente seu corpo começa a suar e a ficar gelado. O coração dispara. O que aconteceu?

Será que somente o fato de as pessoas prestarem atenção em você desencadeou todos esses sintomas?

Exatamente. O medo de uma suposta (ou real) ameaça traz à tona uma série de reações orgânicas e psicológicas, que mudam completamente o nosso comportamento. E agora? Qual é a saída? Sair correndo?

Felizmente falar em público é também em grande parte uma questão de percepção das pessoas, ou seja, o que estamos sentindo na hora, por mais vivo e real que nos pareça, não é o que as pessoas estão sentindo.

Portanto é sumamente importante, que o apresentador nesse momento tome uma atitude: não pare jamais o movimento. Continue falando!

 

2 – Um orador nunca se entrega

curso-oratoria-florianopolis-5dicas-fundamentais-melhorar-oratoria-tuiavii-rolim-4

Por mais nervoso que esteja, um orador nunca se entrega. Isso significa que um apresentador nunca diz coisas como “desculpem o meu nervosismo”, ou “vocês não sabem o que é estar aqui na frente”, etc.

Ao comentar coisas nesse sentido, o palestrante automaticamente coloca o foco das pessoas nos sintomas do seu nervosismo e tira o foco da apresentação, que é o real motivo pelo qual as pessoas vieram assistir à palestra.

Acredite, a maioria das pessoas nunca irá perceber os sintomas que acometem o apresentador, por mais vivo e intenso que pareça, como colocamos acima.

Portanto, todas as dificuldades passarão despercebidas aos olhos do público, desde que elas não sejam mencionadas.

E mesmo que algumas pessoas percebam, aqui vai uma dica de ouro: o público sempre torce pelo apresentador e espera que tudo vá bem e não o contrário. Não se denunciar é a palavra de ordem nesses casos.

 

3 – Mantenha os pés no chão

curso-oratoria-florianopolis-5dicas-fundamentais-melhorar-oratoria-tuiavii-rolim-5

Essa parece uma dica curiosa, afinal nossa vida toda acontece com nossos pés no chão, certo? Mais ou menos.

Falar em público traz uma série de sensações à tona, muitas delas diferentes e desconhecidas por nós. Uma delas é uma sensação muito comum, como se estivéssemos “levantando voo”.

Isso se deve a diversas razões, mas em especial porque nesse momento há uma tendência natural à perda dos sentidos.

Assim, é muito comum nesse momento “perder” a visão, a audição, a percepção de tempo, equilíbrio etc.

Para evitar esse efeito de desconexão, é fundamental manter os pés firmes no chão, sentindo-os o tempo todo durante a fala.

 

4 – Assimile bem as ideias centrais

curso-oratoria-florianopolis-5dicas-fundamentais-melhorar-oratoria-tuiavii-rolim-3

Ao apresentar um conteúdo, principalmente se ele for muito denso, muitas pessoas acreditam que precisam decorar “de cabo a rabo” toda e qualquer vírgula ou palavra daquilo que precisam falar.

Isso não é verdade. Muito pelo contrário, desenvolver uma apresentação “decorada” torna a palestra enfadonha e tediosa àqueles que acompanham. Além de ser muito mais difícil para o apresentador.

Assim, uma dica importante ao preparar uma apresentação é sempre assimilar ou memorizar as ideias centrais do assunto. Somente dessa forma é que o orador desenvolve uma fala fluída e natural, que será capaz inclusive de conter os questionamentos e dúvidas que vierem da plateia.

Também permitirá ao apresentador se referenciar às suas ideias, partindo de qualquer momento de sua fala, e não somente a partir de uma sequência decorada.

 

5 – Faça um curso de oratória

curso-oratoria-florianopolis-5dicas-fundamentais-melhorar-oratoria-tuiavii-rolim-fazer-curso-oratoria

A oratória não é um dom, que somente algumas pessoas especiais possuem.

Falar em público, como toda arte, é uma capacidade que pode ser aprendida com técnicas específicas e treinamento adequado.

Qualquer pessoa pode aprender a lidar com o medo e com a ansiedade. Qualquer pessoa pode aprender técnicas posturais, de dicção e movimentação, que permitem ao apresentador falar em público de maneira espontânea e natural.

Esperamos que essas dicas possam ser úteis ao seu desenvolvimento e aperfeiçoamento. Boas palestras!


Texto escrito pelo instrutor Tuiavii Rolim do curso Oratória e a Arte de Convencer.

Deixe uma resposta