A utilização dos gestos na oratória

Para um orador, os gestos (juntamente com a postura corporal) são elementos que permitem tornar as palavras e mensagens visíveis aos ouvintes de forma mais concreta, como que uma ilustração que é facilmente interpretada – ainda que de forma inconsciente – pelo público.
Por isso, é também muito importante que tomemos cuidado com nossos gestos, afinal, se os fizermos de forma descuidada estaremos transmitindo ideias que podem não ter a ver com o que queríamos transmitir.

 

Barack Obama Continues Campaign Swing Through FloridaPara isso, o mais importante é não tomarmos extremos. Mãos nos bolsos ou escondidas atrás das costas ou de outras partes do corpo podem ser sinais de timidez, que podem não demonstrar  confiança entre o público e o orador.
Gestos extremamente expansivos e exagerados, por outro lado, também não são benéficos, recomendados serem utilizados apenas por oradores com grande experiência, que poderão saber formas e momentos adequados para utilizá-los.
Em caso de dúvida, lembre-se dessa regra: para que os gestos tenham uma proporção adequada, faça-os dentro de um espaço entre o diafragma e os olhos, tomando cuidado para não expandi-los em excesso lateralmente.

Clique aqui para saber mais sobre o curso Oratória e a Arte de convencer.
Clique aqui para ver os depoimentos dos participantes do curso.

 

Deixe uma resposta